ATUM

Nome Popular
Atum, Albacora /Tuna, Albacore

Nome Científico
Thunnus spp.

Família
Scombridae

Distribuição Geográfica
Regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul (do Amapá ao Rio Grande do Sul). Descrição São considerados os peixes mais hidrodinâmicos entre as formas existentes. O corpo é fusiforme e o pedúnculo caudal bastante estreito. Existem várias espécies que alcançam de 50 a 200kg. As espécies mais comuns na costa brasileira são a albacora (Thunnus albacares) e o atum (Thunnus atlanticus), menor que a albacora.

Ecologia
As espécies encontram-se amplamente distribuídas de acordo com a temperatura da água: por exemplo, a albacora vive em águas quentes, com temperatura ao redor dos 27°C. São encontradas sozinhas ou em cardumes. Grandes cardumes de albacora costumam freqüentar o litoral do Nordeste. Os cardumes, muitas vezes mistos, às vezes são acompanhados por golfinhos e baleias. Indivíduos jovens costumam formar grandes cardumes. Alimentam-se de lulas e peixes, como sardinhas e manjubas. Não costumam se aproximar da costa, sendo mais freqüentes em alto mar. São importantes na pesca esportiva e comercial, principalmente para a indústria pesqueira.

Equipamentos
Por serem espécies de grande porte e muito ativas, os equipamentos são do tipo pesado. As linhas variam de 12 a 30 lb. e os anzóis de n° 3/0 a 8/0.

Iscas
As iscas naturais mais usadas são lulas e peixes pelágicos, entre eles sardinha, parati e peixe voador, muito apreciado. Também pegam muito bem iscas artificiais, como plugs de meia água, lulas sintéticas e colheres.

Dicas
No caso do pesque-e-solte é aconselhável usar linha mais grossa para diminuir o tempo de briga.

 

Fonte: PNDPA - Programa Nacional de Desenvolvimento da Pesca Amadora